6 de set de 2010

Lançamento da coletânea "Mecanismos Precários"



Convido à todos para o lançamento de mais um livro de contos do qual participo, o Mecanismos Precários. O coquetel de lançamento, acompanhado de apresentações de Jazz e Blues, será no sábado, 11 de setembro, das 17h às 19h no Espaço Terracota (Av. Lins de Vasconcelos, 1886. Aclimação - São Paulo - tel. (11) 2645-0549

O livro é o resultado da primeira turma do Curso Prática de Criação Literária da Terracota editora. E reúne tanto os escritores que frequentaram o curso, quanto os professores, renomados ficcionistas brasileiros da nova geração.



Mecanismos precários é uma coletânea de dezessete poderosos contos sobre a turbulenta existência na metrópole. São narrativas intensas e vigorosas, que contemplam os muitos lados da vida em sociedade: a poesia e a violência, a fraternidade e o medo, o humor e o amor etc.

Do realista ao alegórico, passando pelo subjetivista e pelo nonsense, uma ampla gama de registros literários sustenta essa reunião de vozes narrativas.

Os autores são Marcelino Freire, Edson Cruz, Marcelo Maluf, Luís Marra, Nelson de Oliveira, Claudio Brites,Valéria Piassa Polizzi, Laura Fuentes, Alexandre Heredia, Déborah Panachão, Ricardo Delfin, Patricia Cytrynowicz, Eduardo Sigrist, Tiago Araújo, Ábia Gomes, Marcos RoMa e Nelson Lourenço.


Leia a apresentação: 

A pintura mais famosa de Pablo Picasso retrata uma cidadezinha basca — Guernica y Luno — bombardeada pelos nacionalistas espanhóis, durante a Guerra Civil. A grande tela em preto e branco, em estilo primitivista e cubista, mostra corpos mutilados e incendiados, de pessoas e animais. Terrível.

Dizem que um general, horrorizado com a feiura da tela, perguntou ao pintor: “Foi você quem fez isso?” Picasso respondeu: “Não. Foram vocês.”

Toda a arte e toda a literatura modernas tratam da feiura do mundo. Essa é sua forma de protesto: denunciar as injustiças e a crueldade, mostrando-as. Os contos reunidos nesta antologia, fiéis a esse princípio, incomodam. Podem até chocar. Mas não culpem os autores por isso. Culpem a própria sociedade.

Mecanismo (substantivo: “combinação de peças que fazem funcionar uma estrutura orgânica ou mecânica”) precário (adjetivo: “que está em más condições e não cumpre a contento seus propósitos”) é tudo o que funciona mal na sociedade. Tudo o que corta e fura, provocando angústia e dor.

Mecanismos precários somos todos: tesouras na própria carne. A função da literatura é revelar isso, por meio do mergulho estético. E assim nos salvar de nós mesmos

7 comentários:

  1. Oi Valéria,
    Pena que vou perder o lançamento.... Mas agora vou ter de planejar uma viagem até o Brasil, pra comprar o livro e pedir para uma das minhas autoras favoritas autografá-lo... Beijos e tomara que o livro faça muito sucesso.

    ResponderExcluir
  2. putz eu tambem vou perder de novo....mas vou mandar os meus representantes buscar a edicao autografada..beijos e sucesso ... Pri e Dibs

    ResponderExcluir
  3. Valéria, meu nome é Fernanda Aranda, trabalho em um site feminino e estou tentando contato com vc. Pode, por favor, me passar um email com os seus contatos para eu explicar a matéria? Obrigada desde já pela atenção. Meu e-mail é faranda@ig.com

    ResponderExcluir
  4. valeria ami me gusto muchisimo tu historia de como fue tu vida y me paraeces una mujer luchadora y me inspiras a seguir adelante atte lucia alarcon de peru estudiante del colegio general prado

    ResponderExcluir
  5. gracias!!GRACIAS!!! "VALERIA POLIZZI PIASSA" amo tus enseñanzas, xq cuando pienso que todo esta perdido recuerdo todo lo que lei en tu libro en verdad marco mucho en mi es genial entre todos los escritores del mundo para mi eres la mejor es la 10ma vez q leo tu libro xq a mi? y la llevo conmigo a toas partes desd hace mucho te estaba buscando :) besos suerte en todo y deberias seguir escribiend obras me encanta!!! stefany ( gery_1024@hotmail.com)

    ResponderExcluir
  6. Valéria, conheço tua história há bastante tempo, és uma pessoa batalhadora, um exemplo de vida, um exemplo que nao se deve desanimar, deve-se buscar a superação diante das dificuldades. És uma inspiração para muitas pessoas. E tens um talento fora do comum: o de informar e descontrair as pessoas com muita sabedoria e humor, através da tua escrita. Parabéns.

    ResponderExcluir
  7. Oi Valéria até que emfim conseguir descobrir um meio de falar com voce. Adorei seu livro depois daquela viagem, te acho muito iluminada uma pessoa especial, agora tenho uma grande duvidagostaria muito que me respondesse, oque aconte com com o Leco e o Lucas??

    ResponderExcluir