15 de out de 2011

Entrevista com cenas na peça

Entrevisa comigo e com o dramaturgo Dib Carneiro Neto que adaptou o "Depois daquela viagem" para o teatro e cenas da peça encenada no SESC Consolação.







http://blog.aticascipione.com.br/entrevistas/depois-daquela-viagem

21 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Valéria, muitooo bom ver seu livro se tornando peçaa, imagino sua emoção ao ver o que você viveu, sendo mostrado no teatro. Espero que essa peça possa rodar o país e o mundo, assim como o livro, mudando a vida de muita gente, assim como mudou a minha. Li seu livro a mais de 10 anos, e até hojee tenho o habito de ler "as minhas partes favoritas" para poder enxergar melhor a vida! obrigadaa!

    ResponderExcluir
  3. Nossa, chorei com esse vídeo, Val! É que eu choro com tudo... Próximo passo: filme! Ah, esqueci de te dizer: no Dia dos Professores eu comprei 5 deles e dei de presente para as minhas professoras mais queridas. Elas nunca tinham lido o "Depois daquela viagem". Ficaram felizes em recebê-lo. E outra: gostaria muito, muito mesmo de ter uma oportunidade de um dia ver essa peça maravilhosa. Tomara que venha para o lado de Recife, porque aqui nem boi passa, querida. Quero sentir a emoção que senti quando li o teu livro; quero sorrir, quero chorar; quero sentir uma mescla de sentimentos bons. Fico feliz por você! Todo dia entro em meu Blog, vejo seu comentário e penso comigo: "Puxa, tenho meu primeiro comentário de alguém importante, de uma escritora super hiper mega ultra especial..." Então, é isso, Val. Eu sempre passo por aqui com aquela imensa vontade de te dar um abraço, de te dar um beijo, de trocar umas palavrinhas contigo. Ah, só mais uma coisa: quando nos vermos, quero um autógrafo bem chique no meu "Depois daquela viagem"... E mais outra coisa: vem dá uma palestra na faculdade onde estudo? O pessoal de lá tá muito mal informado sobre esse assunto... Te amo! <3

    ResponderExcluir
  4. Oi valéria, tudo bem? Cara, seu livro é muito bom. Minha professora passou ele para um trabalho, e eu já pensei que fosse um daqueles livros chatos que não se dá vontade alguma de ler. Mas foi só começar a ler seu livro que já vi que não era: além da história ser ótima, você conta com tanta intimidade e humor, que me sinto como sua amiga agora (desculpa a intimidade). Fico feliz que esteja bem hoje, você é um baita exemplo de heroína. Queria seu e-mail, mas não achei. Então, me responde uma dúvida ENORME que eu tô agora: E você e o Lucas? Nunca mais se falaram não? Qual é!

    Outra vez, parabéns pelo livro!
    Beijo

    ResponderExcluir
  5. "Val" sou sua grande fã, espero que essa peça chegue também no meu Estado (ES).Tenho 25 anos estou lendo mais uma vez teu livro acho que pela 10º vez mais ou menos, leio desde adolescente. Vecê é um grande exemplo de força a ser seguido. Parabéns!
    Thatiane Dias

    ResponderExcluir
  6. Olá Valéria,há muito tempo que te conheço de televisão,programa e também acompanho seu blog, gostaria muito de enviar e-mail para você há tantas coisas que queria te dizer, mas não tenho seu e-mail por isso vou deixar o meu, espero que entre em contato. pedrosampaio.ps@hotmail.com
    Desde já obrigado,
    Pedro Sampaio.

    ResponderExcluir
  7. Valeria a peca vem para o Rio? Bjus abencoados!

    ResponderExcluir
  8. Valeria
    Vou contar pro meus obrinho que leu o livro que virá peça. Vai ficar encantado. Hoje ele tem 25 anos e é engenheiro civil
    com amizade e carinho Monica

    ResponderExcluir
  9. nossa val estou muito feliz
    tenho 14 anos e a maioria das meninas inclusive eu da minha turma se emocionaram e viramos sua fãn ao ler seu livro
    estou muito mas muito contente do livro ter virado uma peça teatral

    ResponderExcluir
  10. nossa!! vc é como uma esperança acesa entre os soros positivos, seu auto astral, seu jeito jovem de escrever dar um interesse maior no leitor,. sem duvida nenhuma esse foi o melhor livro que eu ja li e olha que não foram poucos.só falta virar filme aí sim vc vai conseguir transformar mais ainda a vida de muita gente...

    ResponderExcluir
  11. nossa Valéria estou lendo o seu livro e vejo que com tudo que você passou e viveu voce é uma grande heroína meus parabens nao consigo parar de ler é muito bom um dos melhores até agora!

    ResponderExcluir
  12. Olá valeria estou vendo altas horas mesmo sabendo que o programa é exibido depois de uma semana não aguentei tinha que perguntar umas coisa a 1° é porque não contou para lelo que era soro positivo sendo que ele te amava verdadeiramente ai perdeu um amor e a 2° e porque não quiz ficar com seu amigo de outro país mesmo ele te dizendo que não havia problema e pela segunda vez perdeu um amor fico com essa questão na cabeça até agora pois minha professora apresentou o seu livro na escola e eu achei um maximo ao contrario de todas outras pessoas pois sou profissional do sexo então me vi como sente beijos kelly cris.

    ResponderExcluir
  13. Há alguns anos atrás li seu livro DEPOIS DAQUELA VIAGEM e me emocionei com sua história. Ontem fiquei super feliz em vê-la no programa Altas Horas do Serginho Groisman. Fiquei tão emocionada por vê-la tão bem, saudável, pois sempre quis saber como você estava. Abraços!! Que Deus continue iluminando sua vida!

    ResponderExcluir
  14. A peça vem pra Campinas?

    ResponderExcluir
  15. Olá!
    Fiquei mt feliz em t ver no altas horas sábado!
    Tenho 24 anos e Depois daquela viagem e papo de garota fizeram parte da minha adolescência, antes de ter o livro, ñ deixava de comprar uma atrevida! Amava!

    Feliz demais em te ver na tv!
    Queria mais informações da peça..
    beijos Carol

    ResponderExcluir
  16. Valéria, desde que eu li o seu livro "Depois daquela viagem", não consigo mais parar de pensar em você, na sua vida,fico pensando como são os seus amigos (Cris, Lumpa, Pri), queria te agradecer pelo maravilhoso livro ! e queria te falar, que se não fosse você eu não teria consciência, nao teria a mente que tenho hoje
    Obrigado por existir, e por ser quem você é


    Natália Lima 16 anos

    ResponderExcluir
  17. Valéria, espero que você continue fazendo duas palestras, continue informando as pessoas que se pode viver sim com o HIV.
    Estou lendo o livro pela segunda vez, fico feliz de ver que alguns amigos meus também se interessaram pelo livro e alguns eram muito ignorantes nesse quesito e disseram que realmente faz a diferença ler.
    Quando paro de ler me dá uma saudade do livro é algo bem engraçado. Eu fico me perguntando se você hoje em dia ainda tem contado com o Lucas, com o Leco, mas eai tem contado ainda?
    Queria ter visto a peça, espero que ela ainda passe numa novo temporada e que não fique apenas em são paulo mas pelo interior e até mesmo em outros estados.
    Me atrevi em te adicionar no facebook, espero que me aceite lá...
    Te desejo muita paz, saúde e que continue informando e dando a esperança pra quem liga HIV com a morte.
    Obrigada por escrever Depois daquela viagem e nos trazer outra visão do mundo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Olá Valéria!
    Nem tenho palavras pra descrever o quanto é importante a sua existência pra mim.
    Li o seu livro aos 18 anos, e foi uma das melhores leituras que já fiz na minha juventude.
    Ao completar 26 anos, há aproximadamente 2 meses, me descobri soropositivo. Meu mundo naquele instante caiu; foi como um 11 de setembro particular. Deixei de fazer as provas da faculdade, me distanciei dos amigos e só desejava dormir bastante pra que eu pudesse me acordar do "pesadelo" em que vivia. Mas depois de alguns dias, esperando toda a poeira baixar, hoje estou juntando os pedaços e começando a reconstruir a minha história. Voltei a fazer as provas da faculdade e desejando coisas diferentes daquelas que acreditava serem importantes, antigamente. O HIV me deu uma lucidez que jamais tive. Talvez esse é um ponto positivo da nossa luta em razão desse vírus.
    Agradeço a você que é, sem dúvidas, uma parte da minha força e vontade de viver.
    Se possível, gostaria que me enviasse algumas palavras por e-mail.
    Ficaria muito feliz

    martin_pe1@hotmail.com

    Beijos, Martin.

    ResponderExcluir
  19. Valéria, você sabe se há previsão para essa peça vir para o Rio de Janeiro?
    Parabéns por mais essa conquista!
    Fabiana

    ResponderExcluir
  20. Olá Valéria seu livro tem ajudado muitas pessoas.Eu tive amigos portadores so virus que morreram a um tempo.De certo modo sei o que é conviver com esse vírus,e não é facil principalmente se o portador não tiver o apoio de familiares e amigos.Assisti a peça também e deu pra ver a mudança na vida de algumas pessoas que de certo modo,tinham preconceito com relação aos portadores do vírus.Mas quero parabenizala pela coragem de contar o que foi para vc estar com esse vírus.Parabéééns.

    ResponderExcluir
  21. Querida Val, sou professora e li seu livro esta semana, quando a escola recebeu dois exemplares (gostaria que fosse um para cada aluno!).
    Muitas coisas mexeram com a minha cabeça, não só a AIDS, mas tudo o que você nos contou, tudo o que você cresceu. Obrigada por nos oferecer de tão bom grado as suas experiências e aprendizados.
    Hoje eu tive um estalo na minha vida e você esteve presente me ajudando, mesmo não me conhecendo. Caso queira ler minha história, está em mundinhodemayra.blogspot.com
    Um beijo no coração e obrigada mais uma vez!

    ResponderExcluir