7 de mai de 2012

Eterno ciclo


É primavera na Europa.
Depois de um inverno gelado,
onde as árvores perdem todas suas folhas ficando só os galhos,
agora elas se enchem de flores.



















De muitas cores,
diferentes tamanhos,
brilham como fogos de artifício.

















É um espetáculo da natureza que comove.



























E parece nos querer relembrar que:
depois da escassez, há abundância;
depois da escuridão, o amanhecer;
depois do adeus, um reencontro;
depois do fim, um recomeço.


















Tão óbvio. Tão certo.
E às vezes tão difícil de acreditar.


30 comentários:

  1. Seu blog é maravilhoso!
    Agradeço a sua tão nobre tentativa de tornar a nossa dor mais suportavel.Fico lendo e relendo esse blog, as vezes me traz paz outras não.
    Descobri a 40 dias a minha ”soropositividade”, comecei as minhas pesquisas e vejo pessoas dizendo que o soropositivo tem a mesma qualidade de vida de um soronegativo, isso é ouro de tolo como diria Raul Seixas, pois uma vez que somos soropositivos não podemos transar sem camisinha, não podemos beber, estamos mais vulneraveis a desenvolver diabetes, colesterol,lipodistrofia e tantas outras doenças, não podemos nos relacionar afetivamente de cara limpa, pois se conhecermos alguem soronegativo essa pessoa não vai querer continuar o relacionamento quando ficar sabendo, se relacionar com alguem que tambem tenha o virus é algo raro, considerando que apenas uma pequena parte da população possui o virus. Eu por exemplo sou homossexual e não conheço nenhum que tenha o virus.
    Gostaria de entrar aqui neste blog e dizer que estou bem, que a vida continua da mesma forma, que sou forte, que o virus não é nada, mas a verdade é que meu coração sangra toda vez que penso no assunto.Eu era feliz e não sabia, mas foi por ”amor ” isso em partes me salva da culpa.
    Comprei varios livros sobre poesia, amor e vida, estou lendo muito e isso esta me fazendo bem.
    O fato é que a anos os cientistas divulgam possibilidades de cura, mas na pratica nada acontece.
    A minha infectologista não se mostrou interessada em me esclarecer muitas coisas, portanto eu gostaria de saber informações sobre uma possivel cura por ESTERILIZAÇÃO e sobre uma medicação chamada CYTOLIN,se alguem souber me repasse informações, pois tudo que mais preciso nesse momentos é ESPERANÇAS.
    RICARDO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ricardo, me passe seu e-mail se quiser conversar, ok?

      Excluir
  2. Tudo tão lindo, Valéria!
    As suas palavras, a sua poesia, a sua mensagem de esperança, as fotos, as flores, você! Saudades... Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Valeria
    O seu mostrar a natureza reflorescendo nos faz bem pois nos mostra que como as flores voce também é uma jovem unica capaz de mostrar que esta bem apesar de tudo parabens!
    com amizade e carinho d e Monica

    ResponderExcluir
  4. Valéria,li seu livro há alguns dias,mas jaá tive a oportunidade de ler há alguns anos na biblioteca da minha cidade quando tinha em média de uns 12 à 13 anos ,mas achei que o tema não era para minha idades bobagens rsrsr.Hoje tenho 15 anos e por um acaso o seu primeiro livro venho para na biblioteca da minh vó.Então decidir ler,me indentifiquei muito com você com os sonhos que no futuro seá tudo perfeito,também com o sonho de ser atriz,me indentifiquei com sua amiga Renata, se não me engano perguntando para suas amigas se ainda dava tempo para ser tênista ,faço isso direto perguntando se ainda dar tempo para ser surfista ,atriz,tênista,escritora etc.Me sentia no grupo de vocês da escola , O Cris,A Pri,Renata todos.Os do dormitorios também O Lusca,os suíços,o DR.Afeto,DR.Anjo.todos!!!!!! Não se preocupe estou fazendo a Teoria dos livros você paaseia hoje nas coleções do Sidney Sheldo,Danielle Steel.Hoje você esta conversando com o Meu pé DE Laranja Lima.Espero um dia conhecer todos vocês !!!Beijos tudo de bom sempre .Se puder me respondar nâo sabe como ficaria feliz.
    Eidisara

    ResponderExcluir
  5. Oi Valeria!
    Gostaria de saber quantos exemplares você vendeu de DEPOIS SAQUELA VIAGEM e em quanto tempo? desculpas a curiosidade é que tambem vou lançar um livro por uma editora tradicional em outubro e estou muito ansiosa e insegura com relação e visibilidade dele e ao retorno financeiro.
    Parabens pelo blog, adoro seus livros e adoro você,tú és um exemplo de fé, vida e força para milhões de pessoas inclusive para mim.
    Um beijo na alma!
    Luciana Ferraço.

    ResponderExcluir
  6. Só o que tenho a dizer é: PARABÉNS!
    Vc realmente gasta ao menos 5 minutos do seu tempo com as pessoas, e isso ja mudou a vida de muita gente.
    Que Deus continue abençoando o seu caminho e as suas palavras.
    (se é que vc agora acredita que Ele existe, se não então que seja então o "universo")

    ResponderExcluir
  7. Valeria,

    Li seu livro quando foi lançado, quando era adolescente, e adorei, parabéns! Minha avó pediu emprestado, imagino que deve ter se impressionado um pouco mas também gostou. Bom, desde então volta e meia dou uma olhada na internet pra ver como você está passando e fico muito feliz de ver que você está bem. Boa sorte no alemão, eu também estou aprendendo e sei que não é fácil!

    Um beijo,
    C.

    ResponderExcluir
  8. VALERIA, DECOBRI A POUCO TEMPO 4MESES MINHA SOROPOSITIVIDADE E INFELIZMENTE JA CAI NA MEDICAÇAO POIS MEUS EXAMES DERAM CD4 BAIXO E ELEVADA CARGA VIRAL.
    Fico triste ,as vezes, mas historias como a sua me deixam mais forte. Larguei minha facvuldade de medicina pra melhorar meu fisico e emocional. Eu espero q volte bem semestre q vem. Valeria, queria te perguntar uma coisa. As evoluçoes nas pesquisas atualmente são mais rapidas q antigamente? Leio tantas pessquisas e vacinas terapeuticas em desenvolvimento isso é mais comum na atualidade? Vc acredita numa cura em um fututo proximo? O que é dito ai na europa? Se puder me responder ficarei muito feliz. Desculpa pela chuva de perguntas. obrigado por existir ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A aids é, hoje, consideramda uma doença crônica. Não tem cura, mas tem tratamento. E nós brasilerios temos a sorte de ter acesso gratuito à medicação. Não fique encanando com a chegada de uma cura, que pode vir ou não. (A gripe, a diabete, etc até hoje não tem) Mas se cuide que dá para viver com o HIV.
      Abs e boa sorte.

      Excluir
  9. Oi Valéria.

    Gostaria muito de conversar contigo não sobre o HIV, mas sobre a vida, sobre os diesafios que a vida nos proporciona a cada dia. Te considero uma grande guerreira, uma vitoiosa e gostaria muito de conversar sobre isso. Esse senso de superação das dificuldades ue parecem ser tão pesadas em certos momentos. Grande abraço!
    Márcio

    ResponderExcluir
  10. Aguardar e ser pacientes são duas grandes questões.
    Fiquei sabendo de minha condição soropositivo a dias, ainda estou muito assustado, não tenho medo de morrer porque afinal de contas todo mundo vai morrer um dia de aids ou não,meu medo hoje é um só o de nunca mais ser AMADO,digo isso porque ha muito preconceito com relação aos portadores desse virus, sou homossexual , no cenario LGBT onde a grande maioria são portadores é onde ha mais preconceito com relação ao virus.
    Nunca terei coragem de dizer para um possivel namorado uma coisa dessa pois terei medo dele me deixar e divulgar a noticia, já pensei, chorei, pensei novamente e cheguei a conclusão que o melhor caminho é abrir mão da minha vida afetiva para sempre. Farei isso e seja o que Deus quiser.
    Desejo a todos a paz e a alegria que eu não consigo ter.
    FABIO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fábio, se quiser me passe um e-mail para podermos conversar com privacidade.
      Abs, Valéria

      Excluir
  11. seu blog é uma luz que alcança cada dia um numero maior de pessoas, fico feliz com esse sucesso.
    Tenho uma questão a ser colocada, sou portador e meu cd4 é 400, meu medico me disse que possivelmente no inicio do proximo ano começarei a tomar medicação,hoje nao estou bem porque encontrei um amigo soropositivo e ele esta tomando medicação a um ano e esta com uma grande lipodistrofia, o corpo dele esta todo estranho e deformado isso gerou nele uma grande depressão.
    Eu quero saber se começando a tomar medicações do ano que vem eu poderei ter tambem lipodistrofia, estou muito triste se puder me ajudar com esclarecimentos eu agradeço muito.
    Amigos preciso de ajuda . . .
    Guilherme.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não são todos os paciente que ficam com lipodistrofia. De qualquer maneira não podemos deixar de tomar os remédios por causa disso. O melhor a fazer é exercícios físicos e cuidar da alimentação.

      Excluir
  12. Valéria, seu livro é um dos melhores que já li, se não for o melhor, rs. Simplesmente fantástico. Sua força de vontade e alegria de viver me comove. Simplesmente, sou apaixonada pelo seu livro. Aos longo que fui lendo, me sentia como você, momentos de angustias, outros de alegrias, como se eu fosse você no momento narrado. Só tenho que lhe desejar parabéns por ter escrito tão bem e ter podido mostrar que não há nada de errado com quem tem Aids. Um abraço!
    Bruna.

    ResponderExcluir
  13. Valeria você é uma luz! seu exemplo é solar!
    Todos os dias os cientistas encontram uma nova formula ou nova alternativa, uma nova possibilidade, mas a cura nunca sai do papel, estou farto de ler sobre descobrtas promissoras aqui ou ali que me enche de esperança, mas o tempo passa e nada acontece, essa que é a verdade.
    Eu era feliz e nao sabia , hoje vivo a espera de um milagre que não acontece.Muita gente ganha rios de dinheiro com a permanencia da aids no mundo, medicos, farmacias, cientistas, blogueiros, escritores, o fim do hiv seria o fim da festa de muita gente.
    A nós jovens soropositivos so resta a dificil missão de viver fingindo esta vivo sem nunca esta de fato, uma vez que as portas se fecham e o coração tambem.
    Desculpe pelo desabafo . . .
    TEO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Teo, eu já vejo as coisas diferentes. Sou de um tempo em que nem medicamentos para aids havia. Hoje temos cerca de 18 antirretrovirais no mercado, que combinados podem formar mais de 90 possibilidades de "coquetel", que é o que necessitamos para ficarmos vivos. A ciência avançou como nunca com a aids, em apenas três décadas a transformou em uma doença crônica. E pode ser que continue assim para sempre. Lembre que a gripe existe há milhares de anos e não tem cura. Diabete, pressão alta, vários tipos de câncer não tem cura, mas têm tratamento, como o HIV. E nós brasileiros temos acesso ao coquetel sem custos através do SUS, o que a maioria dos soropositivos de outros países não tem. Acredite, estamos muito bem! Aproveite sua vida agora, como as possibilidades que tem! Abraços e boa sorte,
      Valéria

      Excluir
  14. Eu nem sei como descrever o quão eu sou sua fã! Seu livro é recomendado para todos os jovens! Eu tenho 17 anos e fiquei admirada com a sua força e essa sua força, têm me ajudado muito! Desejo absolutamente tudo de bom para você! Você é uma guerreira! Obrigada!

    ResponderExcluir
  15. Hola Valeria,
    Gostaria de te agradecer por compartilhar tua história com todos. Fazem uns 10 anos + ou - li "Depois daquela viagem" , foi um pouco assustador na época, esclarecedor ao mesmo tempo para um adolescente de 17 anos. Me lembro k comentava com todos sobre teu livro. Até hoje comento. Hoje tenho 27 anos, vivo em Barcelona e à 3 dias descobri k sou soropositivo.
    Graças à você, ao seu livro, nao estou desesperado. Estoy tranquilo Porque sei k posso viver bem, k Isso nao eh uma sentença de morte e sim algo k nos torna mais fortes, mais humanos. Muito obrigado. Te admiro muito e te desejo toda a felicidade desse mundo! Um grande beijo.

    ResponderExcluir
  16. Professora Gislaine20 de jun de 2012 15:02:00

    OI, Valéria! Tudo bem?
    Em primeiro lugar, parabéns por tudo que você tem proporcionado às pessoas. Sou professora de literatura em Uberlândia e estamos trabalhando com o seu livro. Gostaria muito que me passasse seu e-mail, por gentileza. Meu e-mail é limagisa@gmail.com
    Desde já agradeço sua atenção.
    Um grande abraço,
    Gislaine

    ResponderExcluir
  17. oi Valéria!!! Nem acreditei quando achei seu blog! O seu livro, Depois Daquela Viagem, me ajudou tanto. O li quando tinha 15 anos quando já tinha uma vida sexual ativa. Achava que transar sem camisinha principalmente com alguém que se ama nunca daria nada demais. Mas ao ler seu livro me imaginei em toda aquela situação e repensei varias vezes antes de transar. Fiquei encantada com sua história e superação. Parabéns!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Val, Mary, nossa, tão feliz em saber que
      minha querida amiga Mary já leu o seu
      livro também! Ontem postei que tinha lido
      seu livro aos 16 anos mas depois vi que o
      ganhei com 14 anos e li até aos 16 já que
      foram 4x rsrs Mas quero ler outra vez, e
      agora entrei aqui no Blog e fiquei olhando
      com meu esposo sobre o que você postou sobre
      as rosas... PERFEITO! Como sempre você
      surpreendendo heim Val... Beijo e feliz demais
      em ver a MARY (Maria Andrade) AQUI NO TEU BLOG!!!

      Excluir
  18. Valéria, em primeiro lugar gostaria de parabenizá-la por toda sua história de superação. Ganhei o seu livro, Depois daquela viagem, logo depois de descobrir ser soropositivo, juntamente com meu namorado. O livro me ajudou bastante, tive muita resistência em começar a medicação, mas resolvi me tratar essa semana. Gostaria muito de poder trocar alguns e-mails com você que acredito só poder me ajudar. Um abraço de coração e força pra todos nós!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me mande seu e-mail, que nao publicarei aqui, ok?

      Excluir
  19. Você é uma luz, querida. E o espetáculo das flores que você nos traz fala da natureza, que é sempre mais forte que as nossas dores e medos, porque ela se renova a cada ano. Adoro vir te visitar. Um beijo.

    ResponderExcluir
  20. Nossa uma historia de superacao de vida igual a sua nunca tinha visto. Voce e uma pessoa que todos devem se espirarem para ver que a vida nao acaba assim que descobricos que algo ruim estar prestes a acontecer e que devemos acreditar ate o fim e lutar ate o ultimo minuto obrigada por existir Valeria beijos de uma leitora Thalya Zilar

    ResponderExcluir
  21. Olá Valéria sua lindaaaaa!

    Que deus te abençoe muito!! Nossa estes dias tava pensando vou fazer trinta anos em dezembro e li seu livro aos doze anos como o tempo passa... e vc está sempre em meus pensamentos e faz parte da minha história de vida! Adoraria te conhecer pessoalmente um dia! Ah! Já reli seu livro umas três vezes e agora deu vontade de ler de novo!! Super beijo pra vc!!! JAH BLESS!! TODO AMOR!!

    ResponderExcluir
  22. Oi Valéria !!
    Meu nome é Beatriz e eu gostaria te te agradecer, mas por aqui tenho vergonha,será que poderia me passar um e-mail?

    Beijo grande

    ResponderExcluir
  23. OLÁ VALERIA desculpe lhe enviar mensagem, mas estou muito angustiado. Já javia lido seu livro ha uns dois anos. Descobri ha 20 dias a minha soropositividade. Tenho 30 anos e estou muito preocupado com o futuro. Expectativa de vida, lipodistrofia, relacionamentos... são muitas coisas que passam na nossa mente. Li sobre pesquisas em recem infectados... vc conhece algo sobre? O tratamento é mesmo eficaz? Dá pra ter qualidade de vida? Contei só para um amigo e minha mãe. Será que é bom se abrir mais? Nossa.. queria muito que isso passasse, saísse da mente e eu voltasse a ver a vida normalmente... Talvez ajuda com medicamentos psquiatricos ajuda ne? como superar esta fase inicial, esta pressão.. muito perdido!!

    ResponderExcluir