26 de fev de 2016

Valéria Polizzi ainda está viva? Viva e meditando!



Eu, Rê, Pri, Dé, minhas amigas da escola e a filhinha da Dé (dez 2015)

Vira e mexe as pessoas me procuram com essa pergunta: "Se ainda estou viva"
Sim! Vivinha da Silva. Trilhando meus caminhos por esse planeta, acabo de fazer 45 anos (com hiv há 29). Tomando o coquetel diariamente, fazendo exercícios físicos, me cuidando. Algumas coisas mudaram: Me separei, minhas duas avós morreram. (E eu que achava que ia morrer antes que todo mundo...) Estou podendo acompanhar o envelhecimento dos meus pais e agora é minha vez de cuidar deles, quem diria! Estou vendo o crescimento dos sobrinhos! E, acreditem, meus amigos continuam os mesmos.


Tia Mõnica, eu, minha mãe, tia Dete e minha avó Ana Maria (Corumbá, nov 2014)




Meu pai, e meus sobrinhos, Helena e Nivio (SP, dez 2014)


Estou numa fase zen, em que amo minha companhia. Me levo no parque para caminhar com meus cachorros, curto meus amigos e família, e a meditação ocupa uma espaço cada vez maior na minha existência. Tantos são os benefícios que essa prática me traz, que resolvi dividi-la com mais gente.





Eu, Tulipa e Mozart no Parque da Granja Julieta (SP, março 2014)


Meu caminho na meditação


A meditação apareceu bem cedo na minha vida. Quando criança estudei em uma escola Montessori onde éramos apresentados a práticas meditativas. Já no jardim da infância sentávamos em círculos, fechávamos os olhos e aprendíamos a ficar em contato com nós mesmos.

Na adolescência fiz meu primeiro curso de meditação e isso me ajudou muito quando descobri, aos 18 anos, que eu era HIV-positivo. Nessa fase turbulenta, quando a aids ainda era sinônimo de morte, o preconceito, enorme e as propagandas da televisão só reforçavam tudo isso, poder entrar num estado adverso de consciência e meditar acessando um oásis dentro de mim mesma, foi minha tábua de salvação.

Em 1999 fiz uma viagem de três meses pela Índia e Sri Lanka com meu ex-marido. E passamos um mês em um Ashram na cidade de Puttaparthi no sul da Índia.
 

Eu e meu ex-marido na India (dez 1999)





Templo indiano em Mahabalipuram (jan 2000)



Em  2009 eu descobri no Brasil a Fundação Arte de Viver do indiano Sri Sri Ravi Shankar e desde então venho fazendo cursos de respiração, meditação e ioga. Lá, eu também já participei de cinco retiros em silêncio de 4 a 5 dias cada. É incrível como essas práticas melhoraram minha qualidade de vida e meu bem estar.



Hotel Enseada do Caieiros- Bahia- Curso do Silencio Arte de Viver (Maio 2015)




Salão do Hotel - Curso Arte de Viver- Bahia. Muita ioga, respiração e meditação.


Em setembro de 2014 devido a uma recaída em depressão minha psiquiatra me indicou a Terapia Cognitiva Mindfulness e estive em atendimento com uma psicóloga dessa formação por 8 meses. Foi então que descobri que a meditação vinha sendo estudada e aplicada na medicina e psicologia de uma forma laica há anos nos Estados Unidos.

Desde 1979, o professor de medicina da Universidade de Massachusetts, Jon Kabat-Zinn, baseando-se em técnicas milenares de meditação, havia criado o MBSR – Programa de Redução de Estresse Baseado em Mindfulness.  O termo, que significa Atenção Plena, em português, oferece um treinamento da atenção e do equilíbrio emocional, por meio de técnicas de exercícios meditativos e psicoeducativos de fácil aplicação no dia-a-dia  que levam à redução do estresse e afetam positivamente os padrões cerebrais responsáveis pela ansiedade. Esse programa se mostrou muito eficaz em pacientes com doenças crônicas e com problemas psicológicos.

Na década de 1990 os psicólogos, Mark Williams, John Teasdale e Zindel Segal, estudando maneiras de prevenir recaídas em depressão criaram o MBCT – Terapia Cognitiva Baseada em Mindfulness, cujo grande estudo se mostrou eficaz na redução em 50% de recaídas em pacientes que já tiveram dois ou mais episódios de depressão. 




Centro Mente Aberta - UNIFESP- Campus Sto Amaro. (maio 2015)  


Encantada com todos os benefícios dessa prática em mim mesma, resolvi estudar para me tornar uma instrutora. E em  fevereiro de 2015 comecei o curso profissionalizante de Mindfulness do Centro Mente Aberta da UNIFESP. Ligado à faculdade Paulista de Medicina é um programa de extensão, ensino e pesquisa que tem por objetivo levar o Mindfulness para as pessoas da comunidade em geral, oferecendo cursos gratuitos.

Na UNIFESP também fiz dois cursos de 8 semanas MBSR – Programa de Redução de Estresse Baseado em Mindfulness - E um curso de 8 semanas MBTC – Terapia Cognitiva Baseada em Mindfulness. Atualmente sou uma instrutora em treinamento e em breve darei meu primeiro curso.

Devido à minha experiência com adolescentes em escolas nas palestras que ministro desde 1997, por causa do meu livro Depois daquela Viagem, decidi estender minha formação para ser instrutora da Atenção Plena para crianças e adolescentes. E começo essa semana na Mindful Schools, o curso online Mindful Educator Essentials, que me capacitará a dar aulas para essas faixas etárias em escolas.


A prática de meditação nas escolas


O Mindfulness nas escolas já está bastante difundido nos Estados Unidos e Europa. É impressionante os benefícios que podem trazer às crianças e adolescentes. Três filmes, disponibilizados no site da Mindful Schools mostram muito bem isso:

O “Just breath” (4min)  traz depoimento de crianças pequenas relatando como aprenderam a lidar com suas emoções de uma maneira mais saudável por meio do Mindfulness. O “Healthy Habits of Mind” (45min) é um filme que descreve o trabalho em sala da aula no jardim da infância. Nele, especialistas falam sobre a neurociência e a formação dos educadores e podemos observar a beleza dos pequeninos praticando a atenção plena na respiração, no ouvir, no sentir, no comer e no movimento.

Já o documentário “Room to Breathe” explora as transformações pessoais que acontecem com alunos adolescentes, suas famílias e educadores quando o Mindfulness é introduzido em um ambiente desafiador de uma escola pública dos EUA. Vele à pena assisti-los.

E quem sabe em breve estarei levando esse conhecimento às escolas!

 


41 comentários:

  1. Bom demais ter notícias suas Valéria! Fiquei contente em ver que está fazendo cursos, se aperfeiçoando e aprendendo a se renovar. Meditação é muito bom e todos deveriam aprender. Tomara que comece a fazer palestras nas escolas sobre esse novo tema. Tudo de bom para o ano de 2016. Bjs

    ResponderExcluir
  2. Que depoimento mais lindo. Uma trajetória de vida com muita riqueza espiritual. Mtos caminhos percorridos, sempre com mta coragem.

    ResponderExcluir
  3. Estava olhando meu skoob e vi o seu livro na minha estante... Me lembrei de vários momentos divertidos ao lê-lo, em minha adolescência, e quanto aprendizado eu tive ao relê-lo várias outras vezes! Tenho um carinho especial por você mesmo sem conhecê-la. Bom saber que está bem! Abraço, Valéria : )

    ResponderExcluir
  4. Fico tão feliz quando você "nos dá noticia" de como esta sua vida, li seu livro pela primeira vez quando tinha entre 11/12 anos, terminei a leitura em dois dias e liguei para a editora em SP para saber se você estava bem. Desde então (agora tenho 25) sempre busco por noticias, na esperança de te ver em MG. Leio seu livro pelo menos uma vez ao ano, mesmo tendo decorado minhas partes preferidas, gosto de ler de novo, e aprender de novo. Sempre tiro um novo ensinamento. Bom, fico feliz de saber como está sua vida, e continuo daqui torcendo muito por você e por sua felicidade!!!

    ResponderExcluir
  5. Valeria, li seu livro na adolescência e hj estou com 32 anos cursando Pedagogia. Numa discussão na aula de legislação hj na facul surgiu um elogio ao seu livro por parte da professora e lembrei de vc. Tô mto feliz de ter conseguido te encontrar por aqui e ver que continua se superando dia após dia. Parabéns, vc é um exemplo. ..bjo

    ResponderExcluir
  6. Valeria querida hoje li seu primeiro.livro.ri.chorei.me emocionei.e. estou feliz por saber que estar bem.Deus te abençoe.seria muito.bom.queo.SUS tratacem as pessoas com.respeito.infelizmente devido as condições financeiras muitos das pessoas.c HIV.CÂNCER e outras doeças não são tratadas com.respeito.poisosremedios são muito caros.deixo.pra voceminha admiração e um.forte abraço.

    ResponderExcluir
  7. Hola Valeria. Soy de México, soy maestra de español en secundaria y en mi escuela, como parte del programa de literatura leímos tu libro ¿Por qué a mí? Como parte de la actividad final de lectura los alumnos te escribirán una carta, ¿es posible que te las podamos enviar para que las leas? sería muy interesante y motivador para ellos saber que las recibirás. Muchos saludos y gracias por tu tiempo. Gabriela Guzmán Díaz, gguzman76@gmail.com

    ResponderExcluir
  8. Valéria li seu livro quando descobri a minha soropositade em 1999 me ajudou bastante e consegui superar,meu muito obrigado!

    ResponderExcluir
  9. Fico imensamente feliz em vê que você está bem, vivendo sua vida intensamente,seu livro faz parte da minha vida desde a adolescência. Eu já o li inúmeras vezes e todas as vezes é como se fosse a primeira, um novo encantamento, uma nova emoção. E nesses dias mesmo relutando decide que vou passa lo à diante pra que outras pessoas possam ler e se emocionar e se encanta e principalmente se conscientizar em fazer seco seguro. Acho incrível como ainda hoje com todas as informações que temos as pessoas ainda não tem esse cuidado. Meu profundo obrigada pela sua obra, pela pessoa que você é, pela força que você tem e principalmente por tudo que eu aprendi lendo e relendo seu livro, desde a primeira vez que embarquei nessa viagem com você, minha cabeça nunca mais foi a mesmo.

    ResponderExcluir
  10. Valéria li seu livro essa semana, fiquei muito emocionada!! Vc fala de uma maneira tão simples, tão dia a dia sabe, que parece que nós conhecemos. Você é um exemo de ser humano decidido no que faz. Parabéns por sua inteligência. Te admiro bastante

    ResponderExcluir
  11. Com certeza fez parte da adolescencia de muita gente, inclusive da minha. Parabéns flor, adoro você.

    ResponderExcluir
  12. Ah, to cursando tec. enfermagem e futuramente psicologia. Amo ler! Pode me indicar o seu livro farorito? Bjs

    ResponderExcluir
  13. Oi, Valéria!

    Li o "Depois daquela viagem" com uns 16 anos. Hoje, aos 24, "te dei" de presente para minha namorada. E sempre debatemos sobre os livros que estamos lendo... Ela começou a relembrar coisas que já tinha caído no esquecimento e sentimentos que eu ainda lembro bem de ter sentido na época.
    Te desejo uma vida. E acho que isso já basta.
    Faça (como já faz) o que bem entender dela... Sem amarras, paradigmas, pré-conceitos e etc.

    Muita luz nos teus dias.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  14. Ola valeria sou uma grande fã e admiradora sua.. tenho 16 anos e ja li seu livro umas 3 vezes soque nunca cheguei ao final. O do por que? Nem eu sei... talvez tanta curiosidade de saber o final que não tive coragem de o ler.. por mim posso ler este livro varias vezes pois amo sua história.. estou passando por uma fase muito difícil de minha vida e seu livro me inspira.. seu relacionamento com o leco esta sendo uma identificação idêntica com a minha com o meu atual ex namorado... em fim meu sonho é te conhecer e um dia poder escrever sobre minha história... te acjo uma guerreira e me diga onde posso te ver pelo amor de Deuuuuuuussss valeria vai ser um prezer se souber que existo e se me respondesse... valeria um bjo de sua maior fã.. ps:stefani

    ResponderExcluir
  15. Hola valeria! soy bibliotecaria en un colegio colombiano y nuestros estudiantes están leyendo tu libro! Haz impactado sus vidas! Y quiero contarte la bella experiencia que hemos tenido con tu historia... Me encantaría ponerme en contacto contigo.... Te admiramos muchísimo... un abrazo

    ResponderExcluir
  16. Oifiquei feliz em sabe q vc está bem qria muito te conhece bjos Priscila aq

    ResponderExcluir
  17. Acabei de ler seu livro pela segunda vez kk foi dado na escola, muito bonita sua história e muito inspiradora sem palavras para seu livro...

    ResponderExcluir
  18. Valéria, fui apresentada ao seu livro na escola e já li umas 4 vezes. Comprei um exemplar, mas ele é tão legal que quando eu emprestei nem quiseram me devolver. Esse fim de semana achei um na prateleira de uma amiga e já peguei pra ler de novo! A seu modo de se comunicar abriu minha mente na minha adolescência. Percebi que era possível escrever coisas inteligentes e ainda ser informal. Tenho um pouco de você na minha escrita. Fico feliz em saber que está bem e pratica meditação. Beijos, Leticia.

    ResponderExcluir
  19. Valeria, que coisa boa ler notícia sua. Não tinha dúvidas que estava vivinha da Silva e muito bem. Sua força é grande, desde que vi uma palestra sua e li seu livro ainda na adolescência nunca te esqueci. Obrigada por compartilhar dos seus aprendizados com a gente.

    ResponderExcluir
  20. Achei seu livro nas coisas do meu irmão mais velho, ele disse que era um livro mto bom que ele tinha ganhado da escola quando tinha a minha idade ... Então eu o devorei kk em uma madrugada sua história me prendeu e a li inteirinha e assim que acabei vim atrás de noticias sua ... Fico feliz por vc estar bem ❤️ Parabéns pela obra

    ResponderExcluir
  21. Esse livro é lindo e encantador.
    Meu irmão tem o vírus da AIDS, estava procurando em grupos algum fio de esperança de que ele ainda poderia viver por muito mais tempo, queria relatos disso e encontrei "Depois daquela viagem" ganhei muito ao ler. Quando vi que o livro havia lançado fazem mais de 15 anos juro que não acreditei, ele é super atual. Mesmo no dia de hoje acho que deve ser quebrado esse tabu, ainda existe muito preconceito. Vou indicar esse livro para ele. Obrigada por passar essa experiência para gente. Carpe Diem!!

    ResponderExcluir
  22. I am so glad to know you're fine. I just finished reading "Por qué a mí?" I'm a teacher from a middle school in Mexico... My students were very excited when they read your book so I took a copy from the library and gave it a chance... I love it! Some of the kids that are reading your book at school are 14-15 years old, a few already started having sex and the rest are eager to. This book made them stop and think "what if...?" They ask about this tabú, thank you so much for making them inform themselves. I've learnt some things too and again, thank you.
    I send you lots of hugs and kisses!!

    ResponderExcluir
  23. Valéria que bom que você está aqui relatando suas estórias ! Grande abraço - Roberto

    ResponderExcluir
  24. Querida, Val . Li seu livro aos 13 anos e hoje tenho 30. Até hoje está gravado na minha memória é no meu coração todo aprendizado, toda sabedoria q vc me transmitiu por ali. Gratidão por tudo! Estou muito feliz em ter notícias suas. Desejo tudo de melhor a vc! Grande bj

    ResponderExcluir
  25. Nossa, eu ganhei esse livro com 12 anos, tenho 29 e lembro de cada detalhe. Sua história com certeza motiva muitas pessoas a continuarem em frente. Bom saber que está bem. Felicidades sempre, vc é muito especial!

    ResponderExcluir
  26. Val sua linda, eu amei o livro Depois Daquela Viagem, eu ri e chorei com ele rsrss! Eu quero ser cheia de sonhos e alegrias em meio às tristezas assim como você :) Obrigada por você ter compartilhado um pouco da sua experiência de vida, o que me inspirou muuuuuiiiitooo. Beeeeeiiiijâaaaooooo :*

    ResponderExcluir
  27. Minha alma se alegra vendo que você trilhou uma vida inteira e acredito que ainda tenha mais planos. Pois é! E não é que fiz a mesma pergunta!? Comecei a ler um livro sobre o Cazuza e de repente você veio a minha mente. Li seu livro e assisti a sua palaestra realizada em Uberlândia no ano de 1999 realizada num colegio. Muito sucesso e muita saúde

    ResponderExcluir
  28. Valéria, parabéns por ser essa mulher guerreira e exempla,eu amei sua obra Depois daquela viaje,estou aciosa para ler Papo de Garota,ser quiser me dar eu aceito rsrs brincadeira.

    ResponderExcluir
  29. Valêria!kk Que alegria saber q vc ainda tá aí vivinha *-*
    Acabei de ler seu livro.. inspirador,vivaz,infinitamente engraçado.. história adorável .. simplesmente amei .. tenho várias perguntas pra te fazer.. mas.. acho q não seriam respondidas... Maaaas tudo beem :) ja fiquei imensamente feliz em saber q vc está bem e fazendo oq gosta.
    Gostaria de fazer como vc.. conhecer cada cantinho desse mundão aí .. mas .. mas nada um dia faço isso ! Agora vou lá te devolver pra estante em q te peguei pra vc poder brincar de teoria dos livros kk
    PS: continue sorrindo.. você realmente tem um sorriso lindo !!
    Bjs
    Kethlyn,17 anos

    ResponderExcluir
  30. Olá,Sou Thaís.Eu poderia dizer mil palavras, tenho tanto pra te dizer,mas se tenho a oportunidade de dizer algo, direi que você é inspiradora,que você me cativou profundamente,aprendemos um pouco com cada pessoa a nossa volta,eu "te conheci"lendo o seu livro, e posso dizer que você me ensinou algo importante!, Superação. Valéria obrigado por ter a imensa coragem de compartilhar a sua história.Eu tive depressão há um tempo, não é fácil,crises e mais crises existenciais,sempre que vou caminhando pra uma recaída eu me lembro da sua história e falo comigo mesma que eu tenho que superar te agradeço por isso por ser essa inspiração.Ha bastante tempo me perguntado,Oque houve com Valéria?hoje descobrindo essa página sinto uma alegria imensa de saber que você está vivendo e continua inspirando outras pessoas e vivendo duas lutas diárias me mostrando que nada é impossível.Se alguém me encoraja a viver essa pessoa é Você Valéria Piassa Polizzi Obrigado por existir!.Quem sabe um dia você leia este comentário e saiba que eu existo, talves não saiba mas pelo fato de ter como expressar oque vc é pra mim já fico feliz."como seria o mundo se as pessoas gastassem cinco minutos do seu tempo umas com as outras"? Ele seria melhor ele seria um mundo mais Valéria!

    ResponderExcluir
  31. Que maravilha foi achar seu blog!!! Tive o prazer de ter contato com seu livro quando tinha 12 anos, o livro foi recomendado por uma professora e lembro perfeitamente do quanto gostei de lê-lo. Hoje, com 28 anos lembro com alegria do quanto aprendi com suas histórias!! Grande abraço, saúde, sucesso... Bjs

    ResponderExcluir
  32. Ontem mesmo, apresentei a adaptação do seu livro para peça (meu grupo readaptou um pouco a adaptação do Dib). Foi uma proposta do professor de Literatura, na Universidade de Brasília, que nos uniu para fazer uma leitura cênica do trabalho. Nós imergimos tanto na sua história, que parece que você faz parte da nossa vida agora!

    ResponderExcluir
  33. Oi, Valéria! Tudo bem? Meu nome é Aparecida, mas todos me chamam de Cida. Tenho 44 anos, nasci em outubro de 1972. Acabei de ler o seu livro "Depois daquela viagem" fiquei encantada pela sua pessoa. Ri, chorei e senti durante a leitura. E então resolvi saber como você estava e entrei no nosso querido Google para ver se tinha notícias suas. E como não?Fiquei muito feliz em saber que você está bem. Talvez você nem leia esses comentários, mas fiquei muito curiosa para saber de dois amigos seu o Leco e o Lucas. Acho que eles te amaram e pelo visto muito. Bom queria saber se você realmente nunca mais falou com eles? E se eles nunca souberam que você é soropositiva? Desculpa, talvez pela curiosidade descabida, mas sou muito romântica. Um grande beijo e estarei sempre torcendo por você.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Cida, por suas palavras de carinho. Fico feliz que tenha gostado do meu livro.
      Abraços,
      Valéria

      Excluir
    2. Cida, o Lucas soube. Tem no livro a parte onde ela conta para ele e como ele reagiu. Página 194 (estou com o livro aqui, edição de 99, acabei de ler hoje :) ).

      Excluir
  34. Olá Valéria li seu livro logo que lançou e agora estou c 38 anos e acabo de saber que a escola do meu filho de 15 recomendou...achei ótimo pois o assunto Aids ficou meio de lado nos últimos tempos ...Fiquei feliz em ver q está bem!

    ResponderExcluir
  35. Já li o livro 3 vezes, incansável
    Bjus

    ResponderExcluir
  36. nossa, fiquei muito feliz em saber q vc realmente está bem, ja li o seu livro umas 10 vezes e a ultima delas acabei ontem a noite, sempre fiquei curiosa pra saber c vc estava realamente bem, e como tem passados todos esses anos, fiquei mt aflita e cheguei a chorar todas as vezes q li e re-li o seu livro "Depois daquela viagem" ele e um livro mt interessante, e que prende total atenção, fico feliz em saber q vc está bem!!!! gostei ver algumas das suas amigas pois era mt curiosa pra saber como era cada uma delas e todoas os seus familiares ate o "Felipe" tenho vontade de ver, vc bem q podia escrever pra dar continuidade ao livro!!!! bjooooo muito feliz eu estou!!!!

    ResponderExcluir
  37. Eu e todos os meus olhos dos 9°anos estamos lendo seu livro como livro paradidático minha professora de português achou o seu livro O MELHOR DE TODOS ATE HOJE DE TODOS OS LIVROS PARADIDATICOS!!E EU E MEUS AMIGOS TBM ESTAMO GOSTANDO MUITO DO SEU LIVRO É VICIANTE!!

    ResponderExcluir
  38. Oi, meu nome é Walquiria Dias e sou professora de português. Li seu livro "Depois daquela viagem" e não parei mais de recomenda-lo aos meus alunos. Agora em 2017 quero novamente usá-lo em um grande projeto na escola. Sei que vc da palestras sobre o livro. Como isso poderia acontecer aqui? Vc ainda faz as palestras? Como contata-la? Obrigada

    ResponderExcluir
  39. Kelly Queiroz Araújo26 de mai de 2017 16:39:00

    Oi valeria sou kelly ja é a segunda vez que eu leio seu livro já li a uns 15 anos atrás e to lendo novamente é muito emocionante ver que vc esta bem Parabéns pelo seu livro bjo e um enorme Abraço e sucesso na sua vida!!!!!

    ResponderExcluir