24 de mar de 2010

Aparição

Era um chinês humilde. Pediu licença com seu jeito de camponês e parou a meu lado. Ficamos na soleira da casa protegidos da chuva. Olhei seu corpo magro, olhos espremidos, cabelo espetado. De repente me pareceu familiar. Lembrei do livro que trazia em baixo do braço, A estirpe do dragão. Uma imagem estranha me pingou. Seria ele um personagem daquela história?

Eu havia ido ao sebo já sabendo o que ia buscar. Mas o casarão antigo parece que tem poderes. Me arrasta por seus corredores escuros de estantes atoladas. Sempre mais um título a descobrir, uma página amarelada para folhear. Meus dedos já estavam negros de pó quando ouvi o primeiro estrondo. Trovões fazendo crateras no céu. Em seguida a chuva. Melhor me apressar.

A velha escadaria de madeira resmungou quando sentei no degrau. A prateleira dos autores orientais fica bem na curva. Volumes antigos, lidos, relidos, também pelas traças: A boa terra, Os Filhos de Wang Lung, Casa Dividida, Aldeia ancestral, A imperatriz... Todos de Pearl S. Buck, prêmio Nobel de Literatura. Filha de missionários americanos, ela cresceu na China. E eu queria ser levada, mais uma vez, para aquela zona rural do início do século XX. Sentir o cheiro de terra, andar pelas plantações de arroz. Conhecer pessoas simples de pouca fala, que tanto expressam sobre nossa esquisita existência.

Paguei ao dono do sebo e fui para a saída. Um rio corria pela rua. As árvores rebeldes, os carros estancados. Mais um estrondo e as luzes se apagaram. Foi quando surgiu o senhor oriental, molhado, carregando um guarda-chuva estropiado. Pediu licença e entrou no casarão para se proteger da água. Esperamos juntos a última nuvem se derreter. Então ele meteu os chinelos na poça. Antes de seguir, sorriu e me deu até logo. Abri meu livro e ali estava, na primeira página. Trabalhando em seu arrozal.

16 comentários:

  1. Sei que estou meio fora de contexto...mas quero dizer que admiro pessoas como vc. Ha alguns anos o livro "Depois daquela viagem". Valéria, poucas coisas são mais fortes que um impulso positivo. Continue fazendo...o importante é não parar. Abraços!!!

    p.s: te adicionei no orkut e deixei um recado parecido com esse, só que apareceu um aviso de que o recado foi parar na sua caixa de SPAM...

    ResponderExcluir
  2. olá valéria!

    encontrar seu blog foi um achado... me lembro que minhas amigas compravam atrevida e eu lia somente a última folha aquela última página escrita por você ... adorava suas crônicas! me lembro de procurar na biblioteca seu livro fui encontra-lo anos mais tarde ... vejo agora o quanto sua escrita se modificou ... sensível!

    foi como reencontrar um amigo...
    obrigada pelo blog e por ter feito parte da minha história!

    ResponderExcluir
  3. Belo texto. O personagem saiu das páginas do livro que você carregava para ficar ao seu lado e, juntos, esperar a chuva diminuir. O "até logo" é como se ele tivesse dito "logo nos encontraremos no livro". E que bom que você apareceu para escrever. Um abraço.

    ResponderExcluir
  4. Olá Valéria,
    Primeiramente desculpa por estar postando isto aqui no blog em vez de utilizar o orkut, o orkut não está permitindo enviar mensagens pois as identifica como spam...
    Acabei de ler seu livro "Depois daquela viagem" (passei a noite toda lendo).
    Sou estudante de jornalismo da Cásper Líbero, na faculdade temos uma revista laboratório semestral e temática, com cerca de 18.000 leitores, chamada "Esquinas". O tema desse semestre é SEXO, eu e um grupo de alunos escolhemos a pauta que visa fazer um- Alerta sobre a AIDS-. O tema é tido como batido, mas é importante tentar renová-lo, muitos jovens acham que estão em um relacionamento estável e seguro e acabam simplesmente abandonando a camisinha...
    É fundamental para a matéria um depoimento importante como o seu. Por favor, responda assim que puder sobre a possibilidade de nos ajudar.Muito Obrigada pela atenção.
    Suellen Fontoura(suellenfontoura@gmail.com)

    ResponderExcluir
  5. A todos, muito obrigada pelos comentários. Fico feliz de vocês estarem seguindo o blog e gostando dos textos.

    ResponderExcluir
  6. oiii... eu de novo!

    adorei vc ter respondido! o blog surgiu porque um amigo da facul ( fiz arquitetura) me estimulou a fazer porque eu tinha muita vergonha ... é engraçado porque ás vezes escrever é mais como uma forma de dar vazão as inúmras coisas que não explicação ...
    vou dar uma olhada sim ... no site que você me passou!

    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  7. Hoje terminei de ler esse teu livro autobiografia tão especial. Ele me ajudou muito numa fase chata que estou da vida desacreditada, embora eu não seja portadora do vírus, me apaixonei pela história ela me ajudou muito.

    E estou super feliz por ter achado seu blog, vou adicionar no meu blog que eu ainda estou começando logo vou postar sobre o teu livro que quero que todas pessoas que conheço leiam.

    Um grande abraço, valeu por ter colocado sua vida no papel.

    ResponderExcluir
  8. Personagens que aparecem em nossas vidas?... Que sonho!

    Juro que quem eu gostaria que saísse de um livro assim e esperasse a chuva passar ao meu lado, era uma tal de Valéria. Porém, enquanto não é possível, vou me deliciando com o encontro dela e o moço do arrozal.

    Essa semana comecei a trabalhar no HI-VITA, que é uma ONG da cidade onde estudo. Ando sonhando até com uma palestra sua por São João del Rei. Como dizem.. sonhar não custa nada!

    Continue nos deliciando com suas palavras..
    ^^
    bjs

    ResponderExcluir
  9. Amo seus textos!
    Você consegue fazer mágica com as palavras sabia?
    Sobre o texto:Seria mesmo maravilhoso se alguns personagens pudessem sair das páginas de alguns livros e nos fizessem companhia.Melhor seria se estes pudessem nos dizer algumas verdades quando precisamos,pudessem nos alegrar, nos dar carinho,ou até mesmo nos dar aquele "banho de realidade" quando insistimos em viver de ilusões.existem pessoas como o humilde chinês citado no texto,elas aparecem em nossas vidas do nada,nos surpreendem e depois simplesmente desaparecem,como se tivessem sido criadas por nós.
    TEXTO PERFEITO!

    ResponderExcluir
  10. Oi! Valéria, meu nome é Giselle e como muitos aqui li o seu livro, porque minha professora de Português pediu na lista de material, a sala(9º ano) inteira tá lendo. No começo eu pensei que iria ser um livro tedioso (como a maioria dos livros de escola são.. hahaha) mas não! O seu livro é maravilhoso, li ele em um dia e ficou um gostinho de quero mais! Hahahaha. Não falo isso só por mim, mas também pela sala inteira, todo mundo adora o seu livro. Já sinto um super carinho por você, você é super fofa! Hahahaha *-* To MUUUITO feliz de ter achado seu blog, continue sempre assim essa pessoa maravilhosa que você é, por dentro e por fora! Boa sorte pra você, espero que você seje muito feliz e viva atééééé os 500 anos, por ai, pra que você possa passar sua experiência para todo mundo. Experiência de coragem, atitude, experiência de vida! Você é um exemplo Valéria, eu espero ser igual você quando for maior! Um beijão, te adoro!

    P.S.: Se não for pedir muito sabe... hahaha, queria que você me mandasse uma mensagem, pode ser só um oi, pelo meu e-mail (giselle.rossi@hotmail.com) eu ia ficar muito feliz mesmo!! :D

    ResponderExcluir
  11. oi valeria meu nome é Thicyana tenho 14 aninhos...
    No momento estou lendo seu livro...
    ...Estou achando otimo quando chegou na pagina 12 a 14 eu comecei a chora pois é a realidade do mundo...
    ...Sei disso porque cansei de ver minha mãe apanhando do meu pai...
    ...chorava muito e não sabia o q fazer... tenho 3 amigos q possuem a AIDS e não tenho perconceito nenhum ... abraço ,conversso, beijo no rosto,e não tem problema nenhum...
    ...estou adorando seu livro...
    ...espero ler os outros...
    ...bjs de uma menina q acabou de virar sua fã

    ResponderExcluir
  12. OLA VALERIA!EU TERMINEI DE LER A POUCO TEMPO O SEU LIVRO 'DEPOIS DAQUELA VIAGEM'. SEU LIVRO VALERIA, ME FEZ VER A VIDA DE UM MODO TOTALMENTE DIFERENTE,VC PRA MIM E UMA AMIGA PQ TODA VEZ QUE EU ESTOU TRISTE EU COMEÇO A LER O SEU LIVRO NOVA- MENTE E ME SINTO MELHOR, SABE POR QUÊ? PQ EU VEJO A SUA FORÇA DE CORAGEM DE COMO VC LIDO QUANDO DESCUBRIU QUANDO TINHA AIDS COM APENAS 18 ANINHOS EU ACHO QUE EU NO SEU LUGAR EU NAO TERIA ESSA FORÇA DE CORAGEM QUE VC TEVE.ESTOU EMPRESTANDO O SEU LIVRO PRA VARIAS PESSOAS E ELAS ESTAO ADORANDO.BJS DA SUA FÃ STEPHANE

    ResponderExcluir
  13. Olá Valéria , acabei de ler seu livro
    depois daquela viajem , gostei muito ele é um bom
    aprendizado estou muito mais atenta .
    Me emocionei , ri com seu livro. e sei qe seus amigos pra quem escreveu tbm sentiram o mesmo
    Adoro voce bjos
    rosinha

    ResponderExcluir
  14. Acabo de ler "Depois daquela viagem"...espetacular!!!Já o indiquei aos meus alunos (adolescentes).Gostaria de saber como agendar uma palestra sua aqui na escola municipal "Brigadeiro Haroldo Veloso"Itaquera/ZLeste de São Paulo.
    Aguardo resposta!!
    Beijos e tudo de bom!
    Elisabete Sanches.
    sanches.elisabete@hotmail.com

    ResponderExcluir
  15. Adorei seu livro depois daquela viagem. pois você usa uma linguagen para o público adolescente.seus anseios,suas criticas em relação as pessoas mais velhas.aborda um tema tabu até hoje .amei .....

    ResponderExcluir
  16. Buen Dia :D QUe tal tengo un año que lei tu libro me encanto , la vdd cuando lo lei me hiciste pensar k uno con problemas tan pekeños se aseee nudos y tu con tu mar de problemas supiste navegar en ellos , la verdad que Dios te bendiga y personas como tu nos demuestran k la vida se hizo para disfrutarla y apezar de todas akellas olas GRandes te levantas y te sacudes...Gracias por luchar dia dia eres unGran ejemplo :D

    ResponderExcluir